Serviços

Clique aqui para ver a tabela de preços

BCG: Indicada para recém nascidos na proteção contra as formas graves de tuberculose.

PPD - TESTE TUBERCULÍNICO .... 2 UT - RT 23
Indicado na avaliação do estado imunitário contra tuberculose.

Hepatite B: Indicada para todas as pessoas, aplicada desde as primeiras horas de vida.

Hexavalente: Inclui vacinas contra tétano, difteria, coqueluche acelular, hemófilos influenza B, Hepatite "B" e anti-pólio injetável.
Tem como características a baixa incidência de efeitos colaterais como dor e febre alta comuns na vacina tetravalente de células inteiras.
Alem disto como a vacina inclui anti-pólio inativada (vírus mortos), não há possibilidade desta causar a paralisia que é provocada muito raramente pela anti-pólio oral, com vírus vivos.

Pentavalente: Inclui vacinas contra tétano, difteria, coqueluche acelular, hemófilos influenza B e anti-pólio injetável.
Tem como características a baixa incidência de efeitos colaterais como dor e febre alta comuns na vacina tetravalente de células inteiras.
Alem disto como a vacina inclui anti-pólio inativada (vírus mortos), não há possibilidade desta causar a paralisia que é provocada muito raramente pela anti-pólio oral, com vírus vivos.
Indicada com 4 meses de idade e no reforço de 1 ano e 3 meses.

Pneumocócica conjugada 10 valente: Indicada para todas as crianças a partir de 2 meses de idade, com doses aos 4 e 6 meses e reforço com 1 ano e 3 meses. Não deve ser usada acima de 2 anos de idade. Evitam doenças graves provocadas pelo pneumococo como meningite bacteriana, pneumonias, sepsis, bacteremia e otite.
Começar o esquema de vacinação com a vacina anti pneumocócica conjugada o mais precocemente possível (no 2° mês de vida).
Se a vacinação for iniciada entre 7 e 11 meses de idade a criança toma 2 doses com intervalo de 2 meses e terceira dose aos 15 meses de idade. Se a criança inicia o esquema entre 12 e 23 meses de idade: duas doses com intervalo de 2 meses.

Pneumocócica conjugada 13 valente: Protege contra treze sorotipos do pneumococo, bactéria que causa doenças como meningite, pneumonia, sepse, bacteremia e otite média.A vacina Pneumo 13 é uma evolução da Prevenar, que continha somente 7 sorotipos desta bactéria.Esta vacina deve ser aplicada em lactentes e crianças saudáveis de 6 semanas a 6 anos de idade.Pode ser aplicada ao mesmo tempo com outras vacinas da rotina pediátrica. As diferentes vacinas injetáveis devem ser aplicadas sempre em locais de injeção diferentes.

Pode ser usada como continuação das doses de Prevenar.

Como são vacinas diferentes, não podem ser continuação da Pneumo 10. Quem iniciou com Pneumo 10 tem que terminar o esquema com esta vacina.

O esquema habitual da Pneumo 13 é o mesmo da Pneumo 7:

1° dose com 2 meses de idade,

2° dose com 4 meses de idade,

3° dose com 6 meses de idade.

Reforço com 12 a 15 meses de idade.

Para crianças de 2 a 6 anos de idade que receberam o esquema completo de Pneumo 7, é recomendado (ACIP - CDC) receber dose única de Pneumo 13 para obter cobertura contra os 6 sorotipos adicionais inclusos na Pneumo 13.

Reações adversas mais relatadas: febre, irritabilidade, diminuição de apetite e aumento ou diminuição do sono.

Obs.: A vacina não deverá ser injetada na área dos glúteos e sim na coxa ou no braço.

Vacinas pneumocócicas tem proteção estimada no Brasil de 71,9% pela Pneumo 7, 84,5% pela Pneumo 10 e

92,2 % pela Pneumo 13.

A Pneumo 13 é indicada até 18 anos nos pacientes com doenças crônicas como asplenia, asma brônquica, anemia falciforme, diabetes, cardiopatias e síndrome nefrótica.

Meningocócica conjugada tipo C: Protege contra a forma mais comum de meningite bacteriana em nosso meio. Deve ser aplicada com 3 e 5 meses de idade e reforço após 1 ano de idade.

Vacina Meningocócica ACWY (quadrivalente) : Protege contra 4 tipos de meningococos que causam meningites bacterianas. Deve ser aplicada a partir de 2 (dois)  meses de idade. É recomendada como reforço das doses aplicadas nas crianças.


Rotavírus pentavalente: Protege contra as formas graves da gastroenterite provocada por este vírus. São 3 doses, aplicadas aos 2, 4 e 6 meses de idade.
A primeira dose não poderá ser aplicada após 12 semanas de vida, a segunda após 22 semanas de vida e a terceira 32 semanas de vida.
Devem ser indicadas o mais precocemente possível, a partir de seis semanas de idade.
As vacinas contra o rotavírus estão contra-indicadas para imunodeprimidos.

Varicela ou "catapora": Aplicada normalmente com 1 ano de idade e se necessário, a partir dos 9 meses em caso de contato do paciente com a doença.
Recomenda-se reforço a partir do 4° ano de vida.

Hepatite A: Contra hepatite A que é a mais comum em nosso meio. Aplicada a partir de 1 ano de idade, com reforço 6 meses depois.

Hepatite A e B: São 3 doses. Com 0, 1 e 6 meses.

Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e Varicela): Vacina de vírus vivos contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela. Indicada a partir de 1 ano de idade, com reforço aos 4 anos de idade.

Vacina acelular contra difteria, tétano e coqueluche para adultos: Tríplice acelular de adulto. Deve ser tomada por adolescentes e adultos, em uma única dose de reforço.

..............

 

HPV: Para mulheres e homens na prevenção da infecção pelo vírus HPV.

Nas mulheres:

Este vírus causa o câncer de colo de útero além de verrugas genitais. As mulheres que já tiveram contato com HPV, podem tomar a vacina, pois esta protege contra outros tipos deste vírus. A vacinação é indicada tanto para meninas antes do início da vida sexual quanto a mulheres sexualmente ativas.

Dispomos de 2 vacinas para mulheres:

Oncogênica: (GSK), com 2 tipos de vírus oncogênicos. É aplicada entre 9 e 26 anos de idade, em três doses no esquema 0-1-6 meses.

 

Tetravalente: (MSD): Protege contra 2 tipos de vírus oncogênico e 2 causadores de verrugas genitais. Indicada entre 9 e 26 anos de idade, no esquema 0-2-6 meses.

Nos homens:

Indicado somente a vacina Tetravalente (MSD), pois protege contra a infecção do HPV e consequentemente as verrugas genitais.

Aplicada na faixa etária de 9 a 26 anos.

 

 


Influenza sazonal e H1N1: Para crianças acima de 6 meses.
Até 3 anos, recebem dose pediátrica.
Até 9 anos de idade no primeiro ano que recebem a vacina, são feitas 2 doses com 1 mês de intervalo.

Clique aqui para ver a tabela de preços

Voltar ao topo